Notícias

Inteligência Artificial pode ajudar a reduzir roubo de eletricidade no Brasil

Pesquisadores da Universidade de Luxemburgo pretendem diminuir o roubo de energia elétrica aqui no Brasil. Para isso, eles desenvolveram um sistema com Inteligência Artificial que promete identificar com mais de 65% de precisão quando o consumo de uma propriedade está abaixo do esperado, além de perceber atitudes suspeitas nos medidores de energia e na rede elétrica.

A tecnologia em questão está sendo desenvolvida há aproximadamente cinco anos, isso porque foi necessário analisar e coletar informações em 3,6 milhões de lares brasileiros para treinar o software. Esse aglomerado de dados permitiu que o sistema fosse capaz de reconhecer possíveis casos de fraudes e também a vulnerabilidade dos equipamentos de eletricidade utilizados no país.

Inteligência Artificial pode ajudar a reduzir roubo de eletricidade no Brasil.
Inteligência Artificial pode ajudar a reduzir roubo de eletricidade no Brasil.

Além disso, essa IA poderá diminuir as perdas e aumentar a eficiência das empresas que fornecem energia para o consumidor final. Para se ter uma noção, no Brasil, cerca de 22% da energia gerada é desperdiçada com algum tipo de fraude, mas isso não acontece apenas no território brasileiro. No Reino Unido, estima-se que £440 milhões (R$ 1,8 bilhão) são perdidos por ano com adulterações.

Se tudo ocorrer como esperado, a tecnologia trará benefícios para a sociedade, visto que ela ainda é capaz de realizar uma medição mais precisa e justa, evitando cobranças errôneas, por exemplo. A Choise Technologies, empresa também envolvida na pesquisa, pretende oferecer a aplicação para as distribuidoras de energia presentes no Brasil e em toda América Latina, porém não foi divulgado quando isso acontecerá.

Via New Scientist

Sobre o autor

Elton Torres

Sou gamer desde 2008, fazendo projetos digitalmente artísticos. Sou colunista no ForumWall nas áreas de informação, tecnologia e, na maioria das vezes, notícias pertinentes.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.